Divulgação

Sustentabilidade em aliança com a cultura. É assim que a partir de sexta-feira, dia 16 de setembro, Barueri recebe o projeto Reciclarte 2, criado especialmente para atender jovens entre 18 e 21 anos em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é ensinar como é possível transformar resíduos recicláveis em arte e, através dessa prática, promover a melhoria do meio ambiente e gerar mais renda para a comunidade.

O projeto Reciclarte conta com o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo e irá disponibilizar 50 vagas para o Workshop de Produção Cultural e 100 vagas para as oficinas de Artes Plásticas. As oficinas presenciais de reciclagem e arte já estão com vagas fechadas. O workshop digital sobre Produção Cultural, que será transmitido dia 19 de outubro, é aberto ao público, além de ser gratuito, basta realizar a inscrição no portal Reciclarte.

 “Vamos levar conhecimento sobre reciclagem, design de objetos e a criação de arte a partir de materiais recicláveis. Essas práticas são capazes de promover mudanças duradouras e profundas. Essa tem sido nossa missão há 20 anos, proporcionar mudança através do conhecimento”, diz Ana Carolina Xavier, diretora de Inovação e ESG da NTICS Projetos, patrocinadora da iniciativa.

O projeto é composto por quatro oficinas presenciais de artes plásticas com duas horas de duração sobre “Reciclagem e produção artística com materiais recicláveis”. Também será oferecido um workshop digital sobre “Produção Cultural”. O objetivo é fechar todo o ciclo da cadeia produtiva, desde o conhecimento sobre reciclagem, design de objetos, conscientização sobre logística reversa até o processo de comercialização e geração de renda. Durante as oficinas serão utilizados materiais como caneta 3D, flocos de plástico, papel machê e tampinhas de garrafa pet.

A empresa Whirlpool Corporation, dona das marcas Brastemp e Consul, em parceria com a Sustentabilidade e Cultura Produções Artísticas e a NTICS Projetos, são patrocinadoras do projeto.

Exposição do artista Alfredo Borret
A abertura do projeto contará também com uma exposição fotográfica do artista Alfredo Borret, que acontece entre os dias 16 de setembro e 16 de outubro. Borret é um dos expoentes na produção de peças artesanais confeccionadas com tampas de garrafa.

A exemplo do que se espera para os participantes do Reciclarte, seu negócio surgiu a partir da sua consciência ambiental. Apaixonado pelo Rio de Janeiro, Borret observou que, por ser uma cidade turística, havia um volume muito grande de tampas metálicas sendo descartadas de forma incorreta na natureza. Assim, elaborou uma forma criativa e rentável para minimizar o problema e passou a recolher esse lixo e produzir broches, chaveiros, imãs de geladeira e até quadros.

A exposição acontece na Biblioteca Municipal Eny Cordeiro, na Avenida Ricardo Peagno, 78, Jardim Belval.

Fonte: Prefeitura de Barueri.