O ex-presidente do Peru Alan García, 69 anos, morreu depois de ter atirado contra a própria cabeça diante de uma ordem de prisão preventiva emitida pela Justiça, na manhã de hoje (17), quando ia ser detido pela polícia em sua casa no bairro de Miraflores, em Lima. Ele era acusado de corrupção no caso envolvendo a Odebrecht.

García foi levado com urgência ao Hospital Casimiro Ulloa, na capital peruana, mas não resistiu e veio a óbito.

García estava entre os quatro ex-chefes de Estado do Peru investigados sob a acusação de terem recebido suborno da construtora brasileira Odebrecht. A Justiça havia determinado sua prisão preventiva por dez dias.

MANTENHA-SE INFORMADO COM O EXPRESSO
DICAS DE BELEZA     ACONTECIMENTOS    ESPORTES    ENTRETENIMENTO

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome