A região de Santa Maria no Rio Grande do Sul foi reconhecida pelo Guinness World Records como o local onde os dinossauros mais antigos do mundo habitaram.

Segundo a publicação, embora não seja possível datar diretamente fosseis de dinossauros de milhões de anos atrás, é possível datar as rochas nas quais esses fósseis foram encontrados.

Sendo assim, os cientistas constataram que Santa Maria possui cristais de zircão datados de até 233,2 milhões de anos atrás, período que corresponde ao período Triássico.

Alguns dos exemplos escavados são Saturnalia tupiniquim, Nhandumirim waldsangae, Buriolestes schultzi, Pampadromaeus barberenai, Bagualosaurus agudoensis, Gnathovorax cabreirai e Staurikosaurus pricei.

Todos esses, ainda conforme o Guinness, eram bípedes herbívoros relativamente pequenos, exceto o estauricossauro, que era um herrerasaurídeo comedor de carne, e os buriolestes, que era exclusivamente carnívoro entre os sauropodomorfos.

A publicação no Guinness teve origem em uma petição encaminhada por um grupo de pesquisadores e divulgadores científicos da paleontologia do RS ao escritório do Guinness.

Outro candidato próximo à esse recorde são os dinossauros desenterrados na Formação Ischigualasto, nas províncias de San Juan e Rioja, no noroeste da Argentina.

“As rochas no local foram datadas de 231,7 milhões de anos, portanto, em termos de tempo geológico, a diferença de 1,5 milhão de anos é insignificante. As primeiras espécies de dinossauros bem conhecidas encontradas neste local incluem Herrerasaurus ischigualastensis e Eoraptor lunensis”, conforme o Guinness.

Um dinossauro potencialmente ainda mais velho – Nyasasaurus parringtoni – encontrado em rochas que datam de 243 milhões de anos foi encontrado na Tanzânia, no entanto, devido a vestígios muito fragmentados, é amplamente contestado se esta criatura era ou não realmente um dinossauro ou alguma outra forma de réptil.

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome