Foto: Fabio Souza/CBF

Após uma campanha invicta, a seleção brasileira feminina de futebol Sub 17 conquistou o pentacampeonato sul-americano, com com direito à goleada; Na noite de domingo (31), as brasileiras derrotaram as anfitriãs paraguaias. por 5 a 1, no Estádio Carfem, em Ypané. Além de levantar a taça pela quinta vez na história, a seleção também carimbou vaga na Copa do Mundo da categoria, programada para outubro, na República Dominicana.

“Foi uma partida muito interessante em que a equipe foi muito bem desde o princípio do jogo. Elas conseguiram impor e buscar o resultado, que era o objetivo. Tivemos momentos de oscilações, mas em nenhum momento elas perderam a confiança, porque estavam unidas e eu acredito que cumpriram o papel delas hoje”, analisou Simone Jatobá, em depoimento à CBF após a conquista.

Capitã da seleção, Juju Haris abriu o placar contra as paraguaias, no Estádio Carfem. A atacante dividiu a artilharia do Sul-Americano com a camisa 11 Giovanna Waskman, ambas com cinco gols cada.

“Estou muito feliz pela vitória, pelos gols, pelo campeonato e por tudo. Representar o Brasil e marcar em uma final é uma sensação única. Evoluímos muito na competição e a Simone [técnica] e a comissão nos ajudaram muito nesse processo. Agora vamos trabalhar firme para chegarmos preparadas no nosso próximo desafio, que é o Mundial”, projetou a camisa 9 da seleção.

Já a atuação da meio-campista Giovanna foi além dos cinco gols marcados ao longo do Sul-Americano, o último deles na final contra o Paraguai. Estreante na seleção, a camisa 11 brilhou com um hat-trick na no duelo contra o Equador, o primeiro do quadrangular.

“É um sentimento de muito orgulho representar o meu país no meu primeiro campeonato e trazer o título para o Brasil. Ser artilheira e ajudar a minha equipe com os gols foi muito gratificante e fiquei muito feliz. Nosso grupo é muito unido, nos damos muito bem, é como uma família, e vamos trabalhar para quando chegar no Mundial a gente estar mais forte ainda”, disse a jogadora de apenas 15 anos, que também prestou quatro assistências durante o torneio.

Os outros gols da goelada brasileira contra o Paraguai foram marcados por Aninha (camisa 7), Kalena (22) e Sofia (3).

A seleção somou cinco vitórias e dois empates no Sul-Americano. Estreou com 2 a 0 sobre a Venezuela. Depois, na segunda rodada, ganhou por 3 a 0 do Peru. Na partida seguinte, empatou em 3 a 3 com a Colômbia. Na sequência, no primeiro duelo do quadrangular, o Brasil aplicou 4 a 0 no Equador. A goleada final foi na disputa do titulo contra as anfitriãs paraguaias (5 a 1).

Fonte: Agência Brasil-EBC