Reprodução / Balanço Geral

Após uma discussão no trânsito, em Itapevi, o professor aposentado Manfredo Koyla levou 13 facadas. O agressor foi detido posteriormente e identificado como Cícero da Silva, de 45 anos, mas foi liberado logo em seguida, após assinar um termo circunstanciado de lesão corporal na Delegacia de Jandira.

A vítima, o professor Manfredo, afirmou que só não morreu porque o facão, utilizado pelo agressor, estava cego e enferrujado.

Assista a reportagem, da TV Record, sobre o caso:

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome