Fato ocorreu na cidade de Alegre-SP no último domingo (17). A mulher filmou a ação e compartilhou nas redes sociais.

Ao descobrir os abusos contra a filha, uma adolescente de 14 anos, a mulher ficou revoltada, deixou o seu “companheiro” seminu e o amarrou a uma cadeira e o queimou. A mulher registrou tudo em vídeo e compartilhou nas redes sociais. A Polícia Civil está investigando o caso, tanto do estupro realizado pelo homem, quanto da tortura realizada pela mulher, ninguém foi preso até o momento.

Neste domingo (17), uma mulher torturou seu companheiro após descobrir que a filha,  estava sendo abusada sexualmente por ele há pelo menos 1 ano em Alegre. As agressões foram filmadas e as imagens estão circulando em rede social.

A adolescente contou para a Polícia Civil que estava sendo abusada há cerca de 1 ano, desde os 13 anos de idade, ”Ela não morava com a mãe, estava com a avó desde que a mãe se casou, mas a avó faleceu e ela retornou a morar com a mãe. Quando ela voltou para casa começaram acontecer os abusos, como a mãe está doendo e era ameaçada não contou nada a respeito.” Contou o Delegado Fábio Teixeira.

No último dia 15 (sexta-feira), a adolescente estava acompanhando a mãe em uma consulta com o psicólogo e relatou os abusos. Indignada, na manhã de domingo (17), a mãe amarrou o companheiro numa cadeira seminu e o agrediu, queimando as partes íntimas do homem com um isqueiro.

No vídeo é possível ver um facão sobre a mesa e a mulher perguntando como ele estava se sentindo, dizendo que aquilo era para humilhá-lo.

O Delegado disse que está apurando os dois casos (agressão e estupro). ”Nós vamos apurar, coletar provas, e encaminhar para a Justiça”.

O homem e a adolescente serão encaminhados para o Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim-ES.

Fonte: Gazeta Online

MANTENHA-SE INFORMADO COM O EXPRESSO
DICAS DE BELEZA     ACONTECIMENTOS    ESPORTES    ENTRETENIMENTO

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome