MANDEL NGAN/AFP via Getty Images

Com o objetivo de diminuir a epidemia de solidão que assola os EUA, o estado de Nova York planeja distribuir robôs companheiros para mais de 800 idosos.

Os dispositivos ElliQ, que não realizam tarefas braçais, conseguem assumir funções similares às da Alexa e da Siri.

Contudo, a principal diferença está na sua “proatividade”, cujo objetivo é criar uma relação social com idosos, permitindo o estímulo da memória e do pensamento.

Além disso, o robô ajuda no contato com entes queridos e no acompanhamento das metas de saúde, como exercícios e medicação.

O design no ElliQ foi pensado para ser simples e moderno, e mais parecido com um robô do que um humanóide.

O dispositivo é composto de duas partes interligadas por uma base: a primeira se assemelha a um abajur metalizado, com microfone e alto-falante e uma espécie de “rosto”, enquanto a segunda é um tablet que serve para a exibição de imagens, vídeos, informações adicionais e chamadas telefônicas.

O Escritório do Estado de Nova York para o Envelhecimento (NYSOFA, na sigla em inglês), o organizador da ação, visa ajudar a solucionar o crescente problema do isolamento social entre idosos no país.

Segundo o site The Verge, estima-se que cerca de 14 milhões de norte-americanos com mais de 65 anos vivem sozinhos atualmente.

*Com informações do The Verge.

Fonte: Yahoo Finanças