Suplentes de cinco deputados presos durante a Operação Furna da Onça tomam posse na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).Foto: Tânia Rego

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) marcou para quinta-feira (18) a instalação da comissão especial que analisará o pedido de impeachment do governador Wilson Witzel. A comissão é formada por deputados dos 25 partidos com representação na Casa.

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), informou, por meio de nota, que pretende citar e entregar cópia do processo ao governador apenas depois da instalação da comissão.

O prazo de dez sessões para a apresentação de defesa só começará ser contado após o recebimento da citação pelo governador.

Processo

A Alerj aprovou no dia 10 o início do processo de impeachment do governador Wilson Witzel, por crime de responsabilidade. A votação aconteceu de forma remota. Foram 69 votos pela abertura do processo e nenhum contra. Só um deputado, do total de 70 parlamentares, não compareceu à sessão virtual.

Witzel é suspeito de envolvimento em compras fraudulentas e superfaturadas de equipamentos e insumos para o combate à pandemia da covid-19, o que ele nega.

Fonte: Agência Brasil-EBC

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome