Tânia Rêgo/Agência Brasil

Mais antigo museu do país, instalado em um palácio construído com dinheiro da escravidão, o Museu Nacional já foi a residência do imperador, e abrigou o maior acervo da América Latina, com 20 milhões de peças.

Em 2018, o prédio foi quase inteiramente destruído em um incêndio, que mostrou ao Brasil como o patrimônio histórico nacional precisa ser protegido, financiado e valorizado. O Museu Nacional completa 205 anos nesta terça-feira (6).

Ligado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi fundado por D. João VI em 1818. O acervo de 20 milhões de itens abrigava de esqueletos de animais pré-históricos a múmias do Egito Antigo, passando por coleções de rochas, plantas, livros raros e utensílios de diversas sociedades.

Os eventos relacionados à instituição sempre foram acompanhados pelos veículos da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Dois programas da TV Brasil transportam os telespectadores a conhecer um acervo que já não existe mais do jeito que foi retratado, desde o dia 2 de setembro de 2018, quando o fogo destruiu a maioria de seu acervo.

Um deles é do programa Expedições:

O outro, é um episódio da série Conhecendo Museus, que levou à TV mais de 50 instituições brasileiras dos mais variados tamanhos e temas:

No ano do incêndio o clima era de festa: o Museu Nacional comemorava 200 anos de existência. A instituição foi homenageada pela Imperatriz Leopoldinense – e a Rádio Nacional conversou com o carnavalesco Cahê Rodrigues:

E no mês anterior à tragédia, a Agência Brasil divulgava a reabertura de uma sala. Até que, no dia 2 de setembro, o incêndio atinge o Museu.

Das ruínas à recuperação

A cobertura dos veículos da EBC foi intensa em todas as etapas que se sucederam ao fogo. Representantes de entidades científicas foram ouvidos para analisar o caso. A vice-diretora do Museu Nacional de então, Cristiana Serejo, detalhou, ao programa Arte Clube, como o sistema contra incêndio da instituição era precário:

O radiojornalismo ampliou a discussão para o estado frágil de outros museus do país. E o programa Caminhos da Reportagem, da TV Brasil, fez uma retrospectiva do incêndio e mergulhou na história da instituição e de seu acervo:

A equipe do Museu Nacional trabalhou para desenterrar o que antes já tinham descoberto em suas regiões de origem. A escavação, agora, era nos escombros da instituição. E o trabalho deu resultado. A EBC acompanhou a recuperação de parte do acervo. O programa Natureza Viva, da Rádio Nacional da Amazônia, comemorou o resgate do crânio de Luzia, o fóssil humano mais antigos das Américas:

O trabalho de recuperação rendeu um livro lançado em 2021. E quatro anos depois do incêndio, em uma fase de reinvenção, a equipe, acostumada a escavar em busca da história, enterrou fragmentos da memória do nosso tempo para futuros estudiosos.

Neste ano a EBC segue acompanhando o processo de recuperação do Museu Nacional. Apesar de peças restauradas já estarem em exposição e a fachada, por exemplo, já ter sido entregue, a previsão para reabertura do espaço é para 2026. Ainda é preciso captar R$ 400 milhões para finalizar o trabalho, como mostra a TV Brasil:

Datas ambientais

Nesta semana, também, celebram-se duas datas instituídas para promover discussões e mobilizar países para temas como preservação de ecossistemas e mudanças climáticas.

No dia 5 de junho de 1972 a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente. A entidade sempre promove temas que gerem debate na data. O Viva Maria já ouviu uma representante da ONU para falar de biodiversidade:

Em 8 de junho é a vez do Dia Mundial dos Oceanos, comemoração estabelecida em 1992 durante a Eco-92, ou Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro. O História Hoje, distribuído pela Radioagência Nacional, conta essa história:

O programa Viva Maria também destacou a data em várias oportunidades, como aqui e aqui.

E a TV Brasil, no programa Ciência é Tudo, mergulha na ciência dos oceanos para que os telespectadores aprendam mais sobre a riqueza dos mares:

Nesta semana há ainda o Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão, celebrado neste domingo (4), e o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, na próxima quarta-feira (7).

Símbolo do Cangaço

Há 125 anos, no dia 4 de junho, o registro de batismo indica que nascia o mais famosos dos cangaceiros: o pernambucano Virgulino Ferreira da Silva, ou Lampião.

O programa Na Trilha da História, da Rádio Nacional, tem dois episódios em que aborda o universo do Cangaço e Lampião. Em um deles, o jornalista e escritor Wagner Barreira, autor de Lampião e Maria Bonita – Uma história de amor e balas, conta como Virgulino entrou para o imaginário brasileiro como herói:

Na outra edição, o foco da entrevista com Adriana Negreiros é a companheira de Lampião, Maria Bonita, e a história das mulheres do Cangaço, dos cangaceiros com os quais se relacionavam e, claro, do ilustre pernambucano que faz aniversário neste dia 4:

A TV Brasil já registrou, também, memórias da filha dos dois, Expedita, e como ela foi entregue para que outra família a criasse.

Outros nascimentos e mortes

Nesta semana nasceram, ainda, o poeta e dramaturgo espanhol Federico García Lorca ( há 125 anos); o general José Doroteo Arango, o Pancho Villa (há 145 anos), um comandante da Revolução Mexicana; e o economista britânico John Maynard Keynes (há 140 anos) – todos no dia 5 de junho.

Já sobre mortes de pessoas ilustres nesta semana, temos Robert Kennedy, senador assassinado nos Estados Unidos no dia 6 de junho; e o imperador Nero, acusado de incendiar Roma.

Corpus Christi

Uma celebração religiosa que em 2023 cai nesta semana, no dia 8 de junho, é Corpus Christi. A data também representa descanso para muita gente, já que o dia é considerado ponto facultativo.

Confira a lista semanal* do Hoje é Dia com datas, fatos históricos e feriados:

4 a 10 de Junho de 2023

4

Nascimento do compositor fluminense Arlindo Marques Junior (55 anos)

Nascimento do empresário paulista Antônio Ermírio de Moraes (95 anos) – presidente do grupo Votorantim

Morte do escritor e aventureiro veneziano Giacomo Casanova (225 anos)

Nascimento do líder cangaceiro pernambucano Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião (125 anos)

Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão – comemoração instituída pela ONU na sua Resolução E-08/07 de 19 de agosto de 1982, que conta com o apoio da UNICEF

5

Nascimento do poeta e dramaturgo espanhol Federico García Lorca (125 anos)

Nascimento do economista britânico John Maynard Keynes (140 anos) – suas ideias mudaram fundamentalmente a teoria e prática da macroeconomia, bem como as políticas econômicas instituídas pelos governos

Nascimento do general mexicano José Doroteo Arango, o Pancho Villa (145 anos) – foi um dos mais conhecidos generais e comandantes da Revolução Mexicana

Nascimento do cantor, compositor e ator mineiro Ivo José Curi, o Ivon Curi (95 anos)

Dia Mundial do Meio Ambiente – comemoração internacional, que foi instituída pela 27ª sessão da Assembleia Geral da ONU na Resolução Nº 2994 de 15 de dezembro de 1972

6

Morte do político estadunidense Robert Francis Kennedy, o Bobby Kennedy (55 anos) – o senador foi assassinado em um hotel em Los Angeles

Fundação do Museu Nacional (205 anos) – mais antiga instituição científica do Brasil e o maior museu de história natural e antropológica da América Latina; foi criado por Dom João VI e, inicialmente, foi sediado no Campo de Sant’Anna com o nome de Museu Real; foi incorporado à Universidade do Brasil em 1946 e integra atualmente a estrutura acadêmica da Universidade Federal do Rio de Janeiro

7

Nascimento do cantor estadunidense Prince Rogers Nelson, o Prince (65 anos)

Dia Nacional da Liberdade de Imprensa

8

Dia Mundial dos Oceanos – comemoração estabelecida em 1992 durante a “Eco92” ou “Cimeira da Terra” ou “Conferência do Rio” sobre Meio Ambiente, com o fim de enfatizar a importância de todos os produtos fornecidos pelo Oceano Atlântico, Oceano Pacífico, Oceano Antártico, Oceano Índico e Oceano Ártico

9

Morte do imperador romano Nero Cláudio César Augusto Germânico, o Nero (1955 anos)

Dia Nacional de Anchieta – comemorado por brasileiros, conforme decreto Nº 55.588 de 18 de janeiro de 1965 e Lei Nº 5.196 de 24 de dezembro de 1966, que deverá ser celebrado nas escolas primárias e médias do Brasil com palestras alusivas à vida e à obra de Anchieta

Dia Internacional dos Arquivos – comemorado para marcar a data da criação do Conselho Internacional dos Arquivos, que foi instituído pela UNESCO em 9 de junho de 1948, quando se aproveita a data da celebração para se promover o valor das instituições de arquivos no serviço da pesquisa, da cultura, da memória, e da transparência

10

Ocorre o lançamento à Marte do robô geológico Spirit (20 anos)

Inicia-se a Copa do Mundo FIFA, na França (25 anos)

Dia Mundial dos Alcoólicos Anônimos – comemorado para marcar aquela que é tradicionalmente tida como a data da fundação do grupo de Auto-ajuda de homens e mulheres que partilham entre si sua dependência das bebidas alcoólicas, ocorrida na cidade estadunidense de Akron OH-EUA em 10 de junho de 1935

*As datas são selecionadas pela equipe de pesquisadores do Projeto Efemérides, da Gerência de Acervo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que traz temas relacionados à cultura, história, ciência e personalidades, sempre ressaltando marcos nacionais e regionais. A Gerência de Acervo também atende aos pedidos de pesquisa do público externo. Basta enviar um e-mail para centraldepesquisas@ebc.com.br.

Fonte: Agência Brasil-EBC