O Osasco/São Cristóvão Saúde confirmou na tarde desta quarta-feira (2), por meio de nota oficial, que quatro jogadoras testaram positivo para o novo coronavírus (covid-19), menos de 24 horas após a vitória sobre o Sesc Flamengo, por 3 sets a 0, pela Superliga Feminina. Os nomes das atletas não foram divulgados. O time rubro-negro já teve sete atletas infectadas, e ontem (1º) o Sesc Bauru também confirmou cinco contaminadas. 

Diante dos casos, o Osasco, líder da Superliga,  já solicitou à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) que adie a realização da partida contra o Dentil Praia Clube, atual vice, programada para a próxima  sexta-feira (4).

A entidade já adiou a partida entre o Sesi Bauru que ocorreria hoje (2) contra o Itambé-Minas. A agremiação também pleiteou o adiamento do confronto da próxima sexta (4), contra o Sesc Flamengo. O Rubro-Negro já totalizou sete infectadas desde o início da competição – Roberta, Fabíola, Valquíria, Amanda, Ana Cristina e Natinha – e também já teve confrontos adiados por conta da covid-19.

Fonte: Agência Brasil-EBC

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome