Cesar Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação

Crédito: Mariana Giovinazzo / Comunicação Palmeiras

Em partida válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras superou o Corinthians por 1 a 0, com gol de Deyverson, neste domingo (09), para a festa dos 38.568 torcedores presentes no Allianz Parque. O Verdão dominou o duelo durante os 90 minutos e cedeu poucas chances ao adversário. O resultado mantém o time no terceiro lugar na tabela da competição, com 46 pontos – apenas três de distância para os líderes Internacional, à frente nos critérios de desempate, e São Paulo, ambos com 49.

Com o triunfo deste domingo (09), o Alviverde ampliou sua sequência invicta no torneio nacional. A equipe de Luiz Felipe Scolari não sofre um revés há nove jogos. Neste período, foram sete vitórias (Paraná Clube, Vasco da Gama, Vitória, Botafogo, Chapecoense, Atlético-PR e Corinthians) e dois empates (América-MG e Internacional).

No encontro de número 369 da história entre os dois times, o Palestra ampliou sua vantagem sobre o rival alvinegro. No retrospecto geral, são 131 vitórias, contra 128 dos corintianos. Outros 110 confrontos terminaram empatados. O Verdão vazou o adversário por 522 vezes e sofreu 482 gols. Os números oficializam todos os encontros que colocaram os clubes frente a frente em um campo de futebol, sem distinção de competição ou de tempo de jogo regulamentar.

O clássico contra o time de Roger Machado teve um contexto especial para Victor Luis. Na última sexta-feira (07), o jogador completou 14 anos de Palmeiras. Formado nas categorias de base do clube, ele veste verde e branco desde os 11 anos de idade. O lateral-esquerdo, que chegou à marca de 75 jogos com a camisa do Verdão contra o Corinthians, atuou 30 vezes neste ano e foi eleito o melhor de sua posição no Campeonato Paulista.

Outros jogadores atingiram números importantes no Derby: Marcos Rocha e Weverton. O lateral-direito fez sua 40ª partida pelo Maior Campeão do Brasil, enquanto Weverton defendeu a meta palmeirense pela 20ª vez. Além deles, o técnico Felipão conquistou sua vitória de número 200 no comando do Alviverde. A barreira dos 200 triunfos só foi ultrapassada por dois treinadores nos 104 anos de existência do clube: Oswaldo Brandão (341) e Vanderlei Luxemburgo (221).

O próximo compromisso da equipe é contra o Cruzeiro, pelo embate de ida da semifinal da Copa do Brasil, na quarta-feira (12), às 21h45, no Allianz Parque. Pela 25ª rodada do Brasileirão, o Palmeiras encara o Bahia, no domingo (16), às 16h, na Arena Fonte Nova.

O jogo

O Verdão foi a campo para enfrentar o Corinthians com algumas novidades na escalação em relação à partida da última quarta-feira (05), contra o Atlético-PR: com Weverton de volta ao gol, Marcos Rocha, Luan e Gustavo Gómez na linha defensiva e Lucas Lima, Hyoran e Deyverson no ataque.

Em um Allianz Parque cheio, o Palmeiras mostrou sua força como mandante nos minutos iniciais, procurando manter a posse de bola e dando pouco espaço para os jogadores adversários. Um dos times com mais desarmes no Campeonato Brasileiro – antes do início da 24ª rodada, a equipe liderava o ranking deste fundamento, com 539 botes, segundo dados do Footstats –, o Palmeiras não deixava o rival alvinegro trocar passes.

Cesar Greco/ Ag.Palmeiras/ Divulgação

Apesar de terem domínio das ações do jogo no primeiro tempo, os jogadores palestrinos tinham dificuldades para criar chances de abrir o placar. Os visitantes também não ameaçavam a meta de Weverton. O único chute a gol corintiano na primeira etapa foi o arremate de fora da área de Jadson, aos três minutos. O Verdão respondeu com finalizações cruzadas de Hyoran e Deyverson. Nas três jogadas citadas, a bola saiu pela linha de fundo sem interferência dos goleiros.

Antes do fim da etapa inicial, aos 40 minutos, Dudu carregou pela esquerda, gingou para cima de Pedrinho e cruzou na cabeça de Deyverson. O centroavante subiu mais alto do que a marcação e cabeceou com estilo. A bola passou por cima do gol, assustando o goleiro Cássio.

O time de Felipão voltou para o segundo tempo com Moisés na vaga de Thiago Santos no meio de campo. A mudança aumentou o ímpeto ofensivo alviverde, deixando o Maior Campeão do Brasil mais perto de inaugurar o marcador. Aos oito minutos, os torcedores no Allianz Parque e os jogadores palmeirenses reclamaram de dois pênaltis em um mesmo lance. Deyverson e, logo em seguida, Marcos Rocha foram derrubados por atletas adversários dentro da área, mas o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima não marcou nada.

Em boa fase, Deyverson se mostrava participativo e era um dos destaques do confronto. Aos 11, o atacante recebeu cruzamento rasteiro de Marcos Rocha, foi mais rápido do que o zagueiro Léo Santos, e completou de pé esquerdo para o fundo do gol de Cássio. Em alta com Luiz Felipe Scolari, o jogador participou de 10 dos 12 duelos disputados com a nova comissão técnica. (Palmeiras 1 x 0 Corinthians)

Assista ao gol:

Jogador do elenco que mais marcou em clássicos, Dudu balançou as redes dos rivais Corinthians, Santos e São Paulo oito vezes. Neste domingo, o camisa 7 quase ampliou a marca, aos 26 minutos da etapa complementar. Após grande jogada individual pela esquerda, o atacante arrematou bonito e tirou tinta do travessão de Cássio.

Aos 32, após determinar a entrada de Willian no lugar de Deyverson, o técnico Luiz Felipe Scolari foi expulso. Aos 43, Jean entrou em campo para a saída de Hyoran.

Nos minutos finais, o Palmeiras recuou e começou a apostar nos contra-ataques. Mesmo assim, o adversário pouco criou, enquanto os palestrinos tiveram chances de ampliar com Willian, Lucas Lima e Dudu. A partida terminou em 1 a 0 para o Verdão, para a festa dos palmeirenses no Allianz Parque.

Escalação: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos (Moisés), Felipe Melo, Lucas Lima e Hyoran (Jean); Dudu e Deyverson (Willian).

Cartões amarelos: Lucas Lima e Deyverson.

Gol Palmeiras: Deyverson (11’ – 2º Tempo).

 

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome