Os 22 sambas-enredo das escolas do carnaval paulistano serão disponibilizados na Língua Brasileira de Sinais (Libras). A primeira tradução divulgada foi a da atual campeã do grupo especial, a Mancha Verde.

A 7ª edição do Samba com as Mãos é uma parceria entre a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo (Liga-SP). 

Os vídeos serão lançados na ordem dos desfiles no Sambódromo do Anhembi, que ocorrem nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro. A proposta é que, até o início do carnaval, todos os conteúdos estejam disponíveis para a comunidade surda. A novidade deste ano é a inclusão dos sambas das escolas do Grupo de Acesso 1.

Antes da gravação, há a fase de pesquisa e interpretação. Segundo a secretaria, o estudo é necessário, pois muitas letras usam palavras de origem africana e ditos populares, o que exige um trabalho conjunto do tradutor com o autor da música para preservação do contexto. Pessoas surdas acompanham todo o projeto.

Confira abaixo a data e ordem dos desfiles:

Grupo Especial

17 de fevereiro, sexta-feira:

• Independente Tricolor;

• Acadêmicos do Tatuapé;

• Barroca Zona Sul;

• Unidos de Vila Maria;

• Rosas de Ouro;

• Tom Maior;

• Gaviões da Fiel.

18 de fevereiro, sábado:

• Estrela do Terceiro Milênio;

• Acadêmicos do Tucuruvi;

• Mancha Verde;

• Império de Casa Verde;

• Mocidade Alegre;

• Águia de Ouro;

• Dragões da Real.

Grupo de Acesso I

19 de fevereiro, domingo:

• Nenê de Vila Matilde;

• X-9 Paulistana;

• Camisa Verde e Branca;

• Vai-Vai;

• Morro da Casa Verde;

• Colorado do Brás;

• Pérola Negra;

• Mocidade Unida da Mooca.

Fonte: Agência Brasil-EBC