Reprodução / Roberto Jayme/ASICS/TSE

A assessoria jurídica da coligação “O povo feliz de novo” entrou nesta quinta-feira (18), com ação de investigação eleitoral judicial junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra Jair Bolsonaro (PSL) por abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos e meios de comunicação digital.

O documento alega que há fortes indícios de que foram comprados pacotes de disparos em massa de mensagens contra o Partido dos Trabalhadores pelo WhatsApp, de acordo com reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo.

O candidato à presidência, Fernando Haddad, se pronunciou na manhã desta quinta-feira (18) sobre as denuncias de caixa 2 da campanha de Jair Bolsonaro montado para espalhar mentiras sobre ele:

reprodução pt.org.br

Milhões de reais foram investidos em notícias falsas. Por meio de caixa 2 resolveram financiar uma campanha de difamação a meu respeito. Eu nunca tinha visto isso acontecer. Estamos diante de uma tentativa de fraude eleitoral. O esforço do Bolsonaro era pra liquidar já no primeiro turno. Ele contava que viraríamos a página e isso tudo não seria apurado. O que está hoje nos jornais não são indícios, são provas. Não estamos falando de suposições. Dez dias é muito tempo para o momento que estamos vivendo. E ele que diz que já está com a faixa presidencial vai experimentar a ira de quem de fato decide a eleição: o voto popular. A própria soberania nacional nunca esteve tão ameaçada quanto agora”, disse Haddad.

MANTENHA-SE INFORMADO COM O JORNAL EXPRESSO REGIONAL

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome