O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse hoje (7) que o Supremo Tribunal Federal (STF) está em sintonia com o governo federal. A afirmação foi feita ao comentar a decisão da corte de permitir que o Executivo privatize subsidiárias de estatais sem precisar da autorização do Congresso Nacional.

Segundo ele, a decisão do STF foi patriótica. “Nós queremos menos Estado”, disse Bolsonaro, em cerimônia de formação de sargentos da Marinha, no Rio de Janeiro. “O STF, agindo dessa maneira, de certa forma, desamarrou a questão das privatizações”.

O presidente também falou sobre inflação e desemprego no país. Ele explicou que herdou um Brasil em crise econômica, mas disse acreditar que o país irá se recuperar e que o “ponto de inflexão” será a aprovação da reforma da Previdência.

Bolsonaro participou de formatura de sargentos da Marinha no Rio.

Leis de trânsito

Bolsonaro foi questionado por jornalistas sobre seu projeto de lei que prevê mudanças em regras de trânsito, entre elas o fim da exigência do exame toxicológico para caminhoneiros e motoristas de ônibus. Ele disse que esse exame tem “efetividade nula”. “Se o parlamento entender de forma diferente, mantenha como está, sem problema nenhum. Eu não sou o dono das leis”.

Sobre o fim da multagem para motoristas que levam crianças fora de cadeirinhas, Bolsonaro disse que cabe aos pais zelar pela segurança delas. “Não é porque não está na lei que vou deixar meu filho ou minha filha fazer o que bem entender ou conduzi-lo de forma irresponsável dentro do carro”.

Em relação às mudanças nas regras para concessão e renovação de carteiras de habilitação, Bolsonaro disse que o objetivo foi reduzir o custo para os motoristas.

Por: Agência Brasil

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome