O ex-presidente da República e ex-senador, José Sarney, lamentou a morte de Gervásio Baptista, 95 anos, na manhã de hoje (5). Escolhido por Tancredo Neves como fotógrafo oficial da Presidência da República, o profissional acompanhou Sarney por todo seu mandato presidencial, de abril de 1985 a março de 1990.

“Fique profundamente emocionado”, disse Sarney à Agência Brasil, agência pública de notícias vinculada a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), empresa que sucedeu a antiga Radiobras e a qual Gervásio esteve ligado por cerca de três décadas.

Para o ex-presidente, o fotógrafo nascido em 1923, em Salvador, é um ícone do fotojornalismo brasileiro, “membro de uma geração pioneira que documentou os momentos mais importantes da vida política nacional”.

“O Gervásio mereceu o respeito de todos os que conviveram com ele. Ao longo do tempo, desenvolvemos uma amizade e eu tinha um grande afeto, carinho e respeito por ele”, disse Sarney, lembrando que Gervásio é o autor da foto que ilustrou seu material de campanha de 1958, quando disputou e se elegeu deputado federal pela UDN.

O ex-presidente afirmou ter visitado Gervásio na casa-lar para idosos na qual o fotógrafo passou os últimos anos, em Vicente Pires, no Distrito Federal.

“Eu às vezes ligava para saber sobre o estado dele. Não perdemos o contato desde que compartilhamos as preocupações profissionais e familiares. Fico profundamente emocionado por sua morte”, acrescentou Sarney, recordando um dos momentos ao lado de Gervásio que mais o marcaram foi o último dia no Palácio do Planalto. “Ao deixar Brasília, ele me acompanhou chorando.”

EBC

O diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Alexandre Graziani, lamentou a morte de Gervásio Baptista, na manhã desta sexta-feira (5), em Brasília. “Um dos mais experientes fotógrafos do Brasil, Gervásio trabalhou na EBC por cerca de 30 anos.”

O diretor-presidente lembrou que Gervásio atuou no jornal Estado da Bahia, nas revistas O Cruzeiro, Manchete e no Supremo Tribunal Federal (STF). “Veterano, Gervásio acompanhou de perto os principais acontecimentos políticos do Brasil. Orgulhava-se de ter fotografado todos os presidentes da República que o país teve desde Getúlio Vargas”, acrescentou.

Graziani destacou a atuação de Gervásio na EBC. “A EBC e seus profissionais tiveram o privilégio de contar com o talento e a experiência de Gervásio, e a satisfação de desfrutar da companhia de um colega generoso e que trazia a memória repleta de casos e boas histórias de grandes personagens da vida política e social do Brasil.”

STF

O ministro Luiz Fux, no exercício da Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), destacou que Gervásio deixa um legado para a fotografia. “O trabalho de Gervásio representa uma grande contribuição para o fotojornalismo brasileiro ao registrar momentos históricos do país. Deixa um legado que vai inspirar as futuras gerações de fotógrafos.”

Em seguida, Fux acrescentou que: “Seu profissionalismo o levou à redação de diversos veículos de comunicação e de órgãos públicos, como o Supremo Tribunal Federal. Foi aqui que muitos ministros desta Corte tiveram a oportunidade de conviver diariamente com Gervásio”.

*Com informações de Felipe Pontes.

*Matéria ampliada para a inclusão de informações. 

Saiba mais

Edição: Renata Giraldi

Fonte: Agência Brasil-EBC

MANTENHA-SE INFORMADO COM O EXPRESSO
DICAS DE BELEZA     ACONTECIMENTOS    ESPORTES    ENTRETENIMENTO

COMENTAR

Por favor comente aqui
Por favor informe seu nome